Arroz doce

No domingo passado acordei com um arrebatador desejo a arroz doce, sendo ele e não a minha madrugadora filha que me arrancou dos lençois. Eu confesso que nem sou grande fã de arroz doce, mas vi-me cercada por esta vontade de arroz doce e não tive outro remédio se não dirigir-me à cozinha e prepará-lo para o pequeno almoço. Sendo ainda muito cedo para telefonar à minha mãe ou à minha avó e pedir a receita, decidi consultar a minha outra bíblia culinária. Fui ao Pantagruel e escolhi a receita mais curta, em ingredientes e metodologia. Àquela hora da manhã só algo simples poderia resultar. E segui a receita à letra. Fervi 150 g arroz gomoso (usei risotto) em 6 dL de água até a água evaporar e mexendo de vez em quando. Fervi 4 dL de leite, que fui juntando aos poucos ao arroz, conforme este ia absorvendo o leite. Entretanto, bati 3 gemas com 115 g de açúcar (que se revelou demais) e, quando o arroz ficou pronto, retirei do lume e juntei-lhe os ovos , misturando bem para não talhar. Distribuí por taças e a minha filha, já desperta, artisticamente e como só ela sabe fazer, polvilhou a canela pelo arroz, contemplando também a mesa e o chão. Quando ouvi os seus “mmm, mmm, que bom!”, pensei que tinha acertado na receita, mas afinal as manifestações de agrado dirigiam-se à canela, que ela ia tirando do frasco com o seu dedinho. Afinal, a minha filha provou o arroz doce e rejeitou-o e o meu marido nem sequer o provou, talvez por pensar ser parecido ao arroz doce bárbaro, a que eles chamam arroz de leite e servem com compotas. Apreciei eu este belo arroz, a sós com o meu desejo, apesar de para a próxima fazer algumas alterações. Corto no açúcar e fervo uma casca de limão e umas folhas de bela luísa no leite. Não sei como me fui esquecer da casca de limão, ingrediente essencial no arroz doce da minha família.

4 thoughts on “Arroz doce

  1. Eu nunca fui apreciadora de Arroz Doce, talvez por não ser uso na minha casa e o que me deram a provar em pequena era muito aguado e desenxabido. Quando me casei, o meu marido pediu-me que lhe fizesse arroz doce pois tinha muitas saudades do que a mãe fazia (ela já tinha falecido há uns anos), e que só era cozido em leite. Foi difícil encontrar a receita, mas consegui e foi um sucesso, porque “ficou igual”, no dizer de meu marido. Até hoje, não deixei de o fazer. Se quiseres, passa lá no Meu Estaminé e tira a receita. O teu marido talvez goste. Não te esqueças de ferver o leite com um pau de canela e a casca fina de um limão pequeno. O açúcar é a gosto e 3 colheres de sopa para 1 litro de leite chegam bem e só se mistura quase ao fim da preparação, quando o arroz está cozido.
    Vais ver que para a próxima vai sair melhor. Bjs. Bombom

  2. Eu pessoalmente näo acho muita piada ao milchreis alemäo, apesar de o meu namorado que é alemäo adorar. Mas para meu consolo faco “à portuguesa” muitas vezes e ele até gosta, claro sempre com o limäo e pau de canela 😉

  3. Até há bem pouco tempo, achava que não gostava de arroz doce. Descobri que adoro assim bem cremoso, mas sempre com casca de limão e cortar no açúcar 🙂
    Olha que a tua filha qualquer dia ainda snifa canela, isso dá uma potência do caraças he he

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s