Bolo de chocolate zen

A minha sogra está de visita à familia. Têm sido uns dias muito zen. Tenho feito muitos exercícios de yoga. Especialmente os exercicios de respiração. Breathe in … conta até 10, vai até ao zen… breathe out. Mas o yoga é circunstancial e não tem qualquer relação com a visita da minha sogra. Ela é tão simpática que, conhecendo o meu gosto por cozinhar, compilou algumas das suas receitas favoritas, encadernou-as e ofereceu-mas. A última das receitas da lista era um bolo de chocolate, que calhou que nem ginjas, pois andava na senda de um bolo de chocolate. Já com a pequenina a dormir, a sogra no sofá a ver televisão e o marido a ler, dirigi-me silenciosamente à cozinha e fechei a porta de mansinho. Peguei na receita. O título era algo como bolo de chocolate fácil. Reuni os ingredientes: 100 gr de chocolate negro 70%, 100 gr de manteiga (pus 80gr), 100 gr de amêndoa moída (usei avelã moída) 100 gr de açúcar (pus 50 de açúcar castanho e 30 de açúcar branco), 2 ovos, uma colher de sopa de farinha, uma colher de sopa de açúcar baunilhado e uma colher de chá de fermento para bolos. Derreti o chocolate com a manteiga em banho maria e entretanto misturei os ingredientes secos. Quando o chocolate derreteu totalmente, juntei-o aos ingredientes secos e mexi bem. Juntei um ovo, mexi até  estar completamente misturado com a massa e só entao juntei o outro ovo, voltando a mexer até misturar. Forrei uma forma de 18 cm com papel e foi ao forno a 160 graus por 20 minutos. Quando tirei do forno, ainda não estava completamente cozido por dentro, e é assim que se quer. Tentar deixar arrefecer foi a tarefa difícil na confecção do bolo. Quando retirei da forma, a minha sogra entrou na cozinha, seguida do meu marido, e perguntaram se estava a fazer um bolo. Nao precisaram de ouvir a resposta óbvia e dirigimo-nos à mesa sem grandes comentários, mas todos embalados na mesma onda energética do bolo. A receita dizia para servir o bolo polvilhado de açúcar em pó e, caso fosse Natal, para servir com um Porto. Ontem não foi Natal mas podia ter sido, entao tirei o Porto do armário e servi mais um cálice à minha sogra. Rejeitámos o açúcar por cima do bolo e comemos sem reservas nem tabus este bolo simples e delicioso que, combinado com o Porto, produz um momento de puro zen! Tão zen, que disse ao meu marido: “amanhã faço o mesmo bolo mas com os ingredientes a dobrar!”, ao que ele respondeu: “porque é que não fazes antes o teu melhor bolo do mundo?”. Um pedido destes é irrecusável, então esta noite fiz o meu tal melhor bolo do mundo e outro de chocolate. Mas estas são as cenas dos próximos capítulos…

Advertisements

7 thoughts on “Bolo de chocolate zen

  1. Estou a lamber os beiços :o)
    Um Porto e uma fatia desse bolo e também eu entraria em estado zen, e claro fico à espera das cenas dos próximos capítulos.

  2. Sofia
    Esse é o meu bolo de chocolate preferido, faço um muito semelhante com pequenas variações, menos manteiga, menos açúcar e as quantidades a dobrar.
    É uma receita que a Joanne Harris faz para o irmão, o Gateau Lawrence já o publiquei.
    Fico na expectativa do que vem por aí…..
    Bom fim de semana.

    • Helena, estive a ver o teu Gateau Lawrence e realmente e parecido, so mudam as proporcoes. Como eu gosto de cortar na manteiga e no acucar, a tua versao agrada-me! Hei-de experimentar!
      bom fim de semana

  3. Pingback: Simples e bom… « No reino da Prússia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s