Bolo merengado com mirtilos

Já tinha feito este bolo merengado com ruibarbo, e foi uma receita que eu disse para mim mesma que teria de repetir. Pelo seu sabor, pela consistência suave e pelo merengue, que adoro. Pensei colocar três velas e, com ele, desejar os parabéns às Three Fat Ladies. Assim participo com ele no desafio do Delícias e Talentos, guardando uma fatia (com as velas) para as Three Fat Ladies, cujo festejo oficial deste terceiro aniversário farei com outra surpresa a aparecer por aqui em breve.

Primeiro, pensei em participar no desafio do Delícias e Talentos com um pão de milho barrado com manteiga que ficou maravilhoso e que só teve direito ao M do milho porque foi mais um produto dos meus desastres culinários, ou da minha mania de não confirmar os ingredientes antes de começar a cozinhar. Enfim, não tinha farinha de trigo suficiente e tive que improvisar com o que havia, e havia farinha de milho. Depois, disse ao meu marido que queria participar neste desafio e pedi-lhe para ele adivinhar com que receita. Ele arriscou: “Com aquele bolo Montanha?”. A montanha deu o mote.

Bom, mas vamos à receita do bolo merengado de mirtilos, que mostrou adaptar-se tão bem a uma compota de ruibarbo como de mirtilos.

Comecei por fazer a compota, cozinhando em lume brando 300gr de mirtilos com 2 colheres de sopa de açúcar e outras 2 de água. Separei claras e gemas de 3 ovos e deixei a máquina bater as claras. Quando ficaram brancas, juntei 3 colheres de açúcar e deixei montar castelo. Enquanto as claras batiam, juntei 3 colheres de sopa de açúcar às gemas, intercalei 4 colheres de sopa de farinha e fermento com 100mL de leite à temperatura ambiente e por fim juntei 3 colheres de sopa de manteiga derretida. Bati tudo e verifiquei a fluídez da massa, levantando a colher de pau e verificando que escorria finamente. Pode ser necessário juntar mais leite ou mais farinha. Untei com manteiga e farinha uma forma redonda sem buraco, coloquei a massa e deixei cozinhar 10 minutos no forno a 180 ou até formar uma crosta. Retirei do forno, juntei a compota de mirtilos e o merengue. Voltei a levar ao forno, agora só até alourar as claras. Saíu do forno, veio para a mesa e foi difícil esperar que arrefecesse! Foi aprovado pela família, incluindo a mais pequenota que não se mostrou exactamente satisfeita com a versão do bolo com ruibarbo, mas que dizia “maix! maix” a esta versão com mirtilos!

Separei 4 gemas das suas claras. A máquina bateu as claras e eu bati as gemas com 4 colheres sopa de açúcar. Quando as claras ficaram brancas, juntei as mesmas colheres de açúcar e deixei montar o castelo. Verifiquei o castelo virando o recipiente 180 graus. Não cairam, então continuei, dando agora atenção às gemas. Juntei 4 colheres

8 thoughts on “Bolo merengado com mirtilos

  1. Sofia, já me senti compelida a deitar a mão aquela fatia matreira…adoro mirtilos, são muito refrescantes, para além de saudáveis, e esta versão merengada só pode ser uma delícia!
    Fica uma tarte muito bonita, num contraste tricolor apeletivo e irresistível…
    Parabéns pela sugestão, queremos maix! 🙂

    • é mesmo boa mary! recomendo vivamente. esta receita, versao com ruibarbo, veio da minha sogra, e digo-te que as receitas da minha sogra nunca falham! 😉
      bjs
      Sofia

  2. Querida Sofia,

    Muito obrigada pela referência e pelo carinho! Adorei esta deliciosa tarte… sou fã de mirtilos! Fico a aguardar pela tal surpresa…!

    beijocas

    • eu tambem sou fa de mirtilos. é das minhas frutas silvestres favoritas!
      posso já dizer-te que a tal surpresa e algo… exótico! (pelo menos aqui na prússia! 😉 )
      bjs
      sofia

  3. Pingback: “food that celebrates life” « No reino da Prússia

    • aqui no reino da prússia, as críticas são bem vindas. mas prefiro as críticas construtivas. infelizmente, o seu comentário não ajuda muito. entre a família e amigos, o bolo fez sucesso. não se pode agradar a gregos e troianos. a si posso sugerir, caso volte a repetir a façanha, que ponha mais açúcar. Para não ficar tão azeda, a receita.

  4. Adorei a ideia! Já tinha experimentado com ruibarbo, e é mais ou menos a mesma técnica (passa no blog para veres se quiseres)… Mas por cá neste reino do frio continuo à espera da época dos mirtilos 😦 inda falta! Ficou guardada a receita! bj*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s