Ramequim, ramequim

Este fim de semana, repetiu-se o cenário do take “bolo de clementinas“: o marido trata das bicicletas, a filha dorme a sesta e esta fada do lar resolve fazer um doce. Por coincidência também inspirada nas Three Fat Ladies. Desta vez resolvi experimentar os ramequins de chocolate, receita que me ficou no goto. Segui a receita à letra, apesar de saber que não iriam sair ramequins nenhuns, pois não tenho as formas apropriadas. Pensei então em fazer “ramuffins”, colocando a massa dos ramequins, com o devido quadradinho de chocolate no meio, em formas de muffins. Derreti 120 gr de chocolate negro 70% com um nó de manteiga. Entretanto, juntei 3 ovos a 80gr de açucar e uma colher de farinha. Adicionei o chocolate derretido a esta massa e envolvi. Aqueci o forno a 210 graus. Quando ia buscar as formas de muffins dei-me conta da minha grande ingenuidade na cozinha. As formas de silicone, ao receber a massa, perderam a sua forma. Então, para salvar a situação, coloquei a massa de chocolate e os quadradinhos de chocolate na tigela onde faço as tigeladas. Foi a forno quente a 210 graus por cerca de 10-15 minutos e saíu de lá não um ramequim, nem um “ramuffin” mas um belo e saboroso “ramecão”!

4 thoughts on “Ramequim, ramequim

  1. sim, mesmo bom! a minha filha, ao provar, disse: “mMMMmmmm!…
    de repetir, quer seja em forma de “ramecao” ou de ramequins! 😉

    bom fim de semana!
    sofia

  2. Segui o teu blog p a partir da ideia de bolo de Laranja fazer um bolo de limoes (uns limoes q trouxe de Portugal, mto cheirosos). Alias, ate fiz duas tentativas!!! Duas desgracas!!! Da primeira vez fiz c 3 ovos mas n consegui por as claras em castelo. Acabei por deita-las fora antes de reparar q so tinha 1 ovo mais!!! Claro q o bolo n cresceu. Da segunda vez fui ao supermercado e comprei tudo direitinho! Fiz c 6 ovos e tudo seguiu os tramites normais, mas … o bolo voltou a nao crescer!!! Sera a porra do fermento q aqui na Alemanha ee diferente? Eu adicionei uma colher de sopa de azeite p dar sabor, sera q foi isso?? Ambos os bolos ficaram saborosos (no segundo so pus 1 terco do acucar q devia pq n tinha mais e por isso estava pouco doce ja q o limao tem um sabor bastante forte!).
    Bom, desisti de fazer bolos, rissois e qq coisa q envolva farinha+fermento nesta terra. Qdo for a Portugal tenho de lembrar-me de trazer fermento royal 🙂

    • MJ, tenho que confessar-te mais alguns segredos sobre a confeccao do bolo: usa os ingredientes todos a temperatura ambiente e, na hora de misturar a farinha e o sumo de laranja ou limao com as claras em castelo, fa-lo so ate homogeneizar! a verdade e que eu demorei anos ate conseguir fazer o bolo bem feito! e depois de ter conseguido, ainda nao voltei a repetir! 😉 por isso nem sei se foi so sorte! por acaso a angela tb fez esta receita com azeite, mas nao bateu as claras em castelo e o bolo dela tb nao cresceu. hoje vou ao mercado e se estiver la o stand da tia emilia, vejo se eles teem fermento royal. se tiverem, mando-te c o livro. beijinhos!
      sofia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s